domingo, 18 de outubro de 2015

Sistema de Gestão da Qualidade - SGQ: 5S, 8S e 10S


Programas 5S, 8S e 10S: Diferenças e Aplicações

Seiri: Senso de utilização.
É a prática de verificar todas as ferramentas e materiais necessários para o trabalho e manter somente o que for utilizar na área de trabalho. Tudo o mais é guardado ou descartado. Este processo conduz a uma diminuição dos obstáculos à produtividade do trabalho;

Seiton: Senso de ordenação, ou seja, ter um espaço organizado.
A organização, neste sentido, refere-se à disposição das ferramentas e equipamentos em uma ordem que permita o fluxo do trabalho. Ferramentas e equipamentos deverão ser deixados nos lugares onde serão posteriormente usados. (Há estudos que indicam que a desorganização gera estresse, que, quando acumulado a outros fatores, pode desencadear doenças como as cardíacas e as psicológicas);

Seiso: Senso de limpeza.
Designa a necessidade de manter o mais limpo possível o espaço de trabalho. No Japão, ao fim de cada dia de trabalho, o ambiente é limpo e tudo é recolocado em seus lugares.  O foco deste procedimento é lembrar que a limpeza deve ser parte do trabalho diário e não uma mera atividade ocasional quando os objetos estão muito desordenados;

Seiketsu: Senso de Normalização.
Criar normas e sistemáticas que todos devem seguir. Tudo deve ser devidamente identificado, documentado e, facilmente, localizado. Esse senso é muito parecido com o que orienta a ISO 9001;

Shitsuke: Senso de autodisciplina.
Refere-se à manutenção e revisão dos padrões. Uma vez que os 4 Ss anteriores tenham sido estabelecidos, transformam-se numa nova maneira de trabalhar, não permitindo um regresso às antigas práticas. Por outro lado, novas formas de se trabalhar são bem-vindas. É a melhoria contínua.





Saudações & Sucesso,


Blog patrocinado pela PLANORDICON Engenharia, Gerenciamento e Qualidade



Postar um comentário